CLUBE DO CORCEL FORTALEZA

CLUBE DO CORCEL FORTALEZA

sábado, 2 de maio de 2015

Diversão em 1979

Hoje quem tem o Corcel é o meu filho, um belo modelo 77 da mesma cor de uma belina 75 que meu pai tinha e que me acompanhou em muitas aventuras aqui em Londrina...
essa era segunda que a gente tinha na familia, a primeira foi uma 1970 verde-tropical, mas não cheguei a dirigir essa.
com a 75 foi que me diverti mais, ela era o carro de serviço do meu pai, mas nos sabados á noite eu podia aproveitar ela, e como aproveitava...
uma noite estava voltando da UEL pela avenida Faria Lima, e na minha frente tinha um outro corcel, emparelhamos e saimos para uma corridinha amigavel, tudo ia bem embora nenhum de nós conseguisse uma boa vantagem sobre o outro, aí depois de algum tempo a rua se estreitava e eu aproveitei o estreitamento da rua para quase jogar a belina sobre o corcel, o cara se assustou e tirou o pé, nessa hora foi que consegui ultrapassar ele...
na mesma rua desta vez indo para a UEL durante a tarde com a belina cheia de gente, os caras falando que estava em cima da hora, que tinham prova, e eu atráz de um onibus que na subidona da Faria Lima praticamente não andava, tentei ultrapassar normalmente mas tinha muito trafego e não dava, aí me lembrei que no lado onde a gente estava, tinha só um campo com grama, embiquei a belina para o lado direito e entrei na grama, aí depois de passar o onibus, voltei para a pista, durante a manobra se alguem derrubasse um alfinete dentro da belina, a gente iria ouvir, deixei o pessoal no centro de ciencias humanas e falei que se eles quisessem eu iria voltar lá pelo final da tarde, mas ninguem quis repetir o passeio na belina...
ainda tem muitas outras historias dessa belina, que em outra ocasião eu contarei para vcs.

Flavio José Zortea

Nenhum comentário: